Institucional

Thompson Flores preside o último Plenário da gestão 2017-2019

13/06/2019
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • TRF4 no Flickr
  • Assine o RSS do TRF4

O presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), desembargador federal Thompson Flores, presidiu na manhã de hoje (13/6) as últimas sessões do Plenário e da Corte Especial Administrativa da gestão 2017-2019.

Na pauta das sessões, foram julgados 4 processos pelo Plenário e 19 pela Corte Especial Administrativa. Todos são de natureza administrativa, julgados pelos órgãos de acordo com as competências estabelecidas pelo regimento interno do tribunal.

Na ocasião, Thompson Flores agradeceu a colaboração dos desembargadores da corte e também o empenho de todos os magistrados da 4ª Região da Justiça Federal (RS, SC e PR) durante os últimos dois anos em que ele esteve à frente da administração do TRF4.

No próximo dia 27, assume a nova gestão para o biênio 2019-2021, com a presidência do desembargador federal Victor Luiz dos Santos Laus. Assim, o desembargador Thompson Flores passará a integrar a 8ª Turma da corte, especializada em matéria criminal.

As sessões aconteceram no plenário do TRF4, na sede do tribunal em Porto Alegre.

Composição

O Plenário é constituído pelos 27 desembargadores federais do TRF4. A Corte Especial é constituída de 15 desembargadores. Ambos ógãos colegiados são presididos pelo presidente do tribunal.



Desembargador federal Thompson Flores presidiu a última sessão do Plenário e da Corte Administrativa da sua gestão
Desembargador federal Thompson Flores presidiu a última sessão do Plenário e da Corte Administrativa da sua gestão
Desembargador federal Thompson Flores presidiu a última sessão do Plenário e da Corte Administrativa da sua gestão
Desembargador federal Victor Luiz dos Santos Laus assume a presidência do TRF4 no próximo dia 27
Os desembargadores Paulo Afonso Brum Vaz (esquerda) e Luiz Fernando Wowk Penteado participaram por meio de videoconferência diretamente de Florianópolis e Curitiba, respectivamente
Plenário do TRF4, na sede da corte em Porto Alegre