TRF4 |

Via Legal mostra pesquisa sobre comprometimento do servidor público

10/02/2009 - 18h54
Atualizada em 10/02/2009 - 18h54
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • TRF4 no Flickr
  • Assine o RSS do TRF4
Quando o assunto é comportamento ético, boa parte dos brasileiros tem discurso e prática  bem diferentes. É o que relevou uma pesquisa da Universidade de Brasília, cujo propósito foi avaliar o comprometimento do servidor público. Este é um dos destaques do programa Via Legal desta semana, que estreia amanhã (11/2). Analice Bolzan repercute o levantamento, feito a partir de entrevistas com mais de três mil brasileiros. O resultado surpreende e evidencia um problema que o país precisa enfrentar se quiser acabar de vez com práticas como a corrupção.

Alessandra de Castro mostra como funcionam as leis brasileiras na hora de punir um estrangeiro que cometeu um crime. Que cuidados precisa ter a pessoa que passa a viver em outro país? Em que casos é possível prender ou até expulsar o infrator? O exemplo do homem que, na tentativa de conseguir um visto permanente, registrou no Brasil um filho que nunca existiu. Por outro lado, o programa conta as histórias de quem faz questão de seguir à risca todas as normas como forma de se sentir, de fato, parte daquela nação.
 
A responsabilidade do Poder Público em  evitar epidemias, como a que atingiu uma cidade no interior de São Paulo em 2007, é outro assunto abordado nesta edição do Via Legal. A catapora, uma doença aparentemente simples, fez centenas de vítimas na região. Na época, duas crianças morreram. Erica Resende explica que um processo judicial terminou com a União sendo condenada a fornecer a vacina que previne a doença. O medicamento que pode salvar vidas não faz parte do calendário oficial do Ministério da Saúde. O governo alega que o preço do remédio, em média R$ 100,00 a dose, é alto demais e que, por isso, não tem como garantir a distribuição do produto a toda a população.

Direto do Rio de Janeiro, Viviane Rosa conta um pouco da  história do Colégio Pedro II, denunciado  pelo Ministério Público por atitudes que seriam discriminatórias. A escola, uma das mais tradicionais do Estado, restringe o atendimento a deficientes e tira a vaga do aluno que for reprovado duas vezes na mesma série. Nos tribunais,  prevaleceram os argumentos do colégio que defende as restrições como forma de garantir não só a qualidade do ensino, mas o atendimento adequado a todos os estudantes matriculados.

Fonte: Cpjus/CJF

Dias e horários em que o Via Legal vai ao ar:

Na TV Justiça
Quarta-feira - 21h30min (inédito)
Sábado - 18h / Segunda-feira - 13h30min (reprises)

Na Rede Cultura
Sábado - 7h30min

Na Rede Educativa
Sábado - 8h30min