TRF4 TV



       

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • TRF4 no Flickr
  • Assine o RSS do TRF4




Cotista desclassificado de concurso público consegue liminar para voltar a concorrer - Via Legal 768


Imagine passar em primeiro lugar em um concurso público e ser impedido de continuar na seleção por uma dúvida a respeito da cor da sua pele. Aconteceu com um rapaz no sul do país. Ele foi aprovado como cotista para uma vaga no INSS, mas a comissão avaliadora não viu características da raça negra nele e tirou o candidato da disputa. O homem não aceitou e procurou a Justiça. Na reportagem de Marcelo Magalhães os detalhes da decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região. Com base nas fotos apresentadas, o candidato pode ser classificado no mínimo, como de cor parda. E a liminar foi concedida por perigo de dano irreparável ao autor.



Vídeos Relacionados