Justiça Social

Magistrados da 4ª Região participam de cúpula de direitos sociais com o Papa Francisco

07/06/2019
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • TRF4 no Flickr
  • Assine o RSS do TRF4

No início da semana (3 e 4/6), os juízes federais da 4ª Região Ana Inès Algorta Latorre, da 26ª Vara Federal de Porto Alegre, e Gabriel de Jesus Tedesco Wedy, da 2ª Turma Recursal do Rio Grande do Sul, participaram da Cúpula Panamericana de Juízes e Juízas sobre Direitos Sociais, presidida pelo Papa Francisco. O encontro teve por objetivo oficializar a criação do Comitê Permanente Panamericano de Juízes pelos Direitos Sociais. A conferência, que ocorreu no Vaticano, foi promovida pela Pontifícia Academia de Ciências Sociais.

Ana Inès esteve presente na mesa de debates ao lado de sete magistrados brasileiros e delegações de juízes de toda América. A magistrada foi nomeada para participar da comissão que dará andamento às atividades do Comitê Permanente. Tedesco Wedy esteve entre os juristas observadores. As discussões tiveram como foco o papel do Poder Judiciário na garantia de acesso à vida digna, saúde e educação, com menos desigualdades.

O encontro foi concluído com o discurso do Papa Francisco, que demonstrou preocupação com a pressão posta sobre os juízes e pelos riscos do uso inapropriado da lei. O papa manifestou a importância dos que se comprometem com os Direitos Sociais. “Vocês têm um papel essencial. Vocês são poetas sociais quando não têm medo de serem protagonistas na transformação do sistema judicial baseado na coragem, na justiça e na primazia da dignidade da pessoa humana sobre qualquer outro tipo de interesse ou justificativa”, afirmou o papa.

A autoridade máxima da Igreja Católica encerrou com uma mensagem de encorajamento aos que atuam pela Justiça social. “Não há democracia com fome, nem desenvolvimento com pobreza, nem justiça com desigualdade”, concluiu o pontífice.