Mulheres juristas

CNJ promove participação feminina no Poder Judiciário com repositório online

24/09/2021 - 16h45
Atualizada em 24/09/2021 - 17h28
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • TRF4 no Flickr
  • Assine o RSS do TRF4
  • Clique para ler ou parar a leitura da notícia

Os tribunais deverão criar repositórios online para o cadastramento de dados de mulheres juristas com expertise nas diferentes áreas do Direito. A medida, publicada nesta semana, foi incluída na Resolução nº 255/2018 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que instituiu a Política Nacional de Incentivo à Participação Institucional Feminina no Poder Judiciário.

O objetivo do CNJ é promover ações para uma maior participação feminina, sobretudo em eventos institucionais, citações de obras jurídicas de referência, comissões de concurso e bancas examinadoras. Para esse fim, também é explicitado na Resolução que a listagem das obras deverá receber ampla divulgação por parte das cortes.

O repositório deverá ser atualizado anualmente e as informações enviadas pelos tribunais ao CNJ.