Justiça Restaurativa

TRF4 promove curso para formar facilitadores de Círculos de Construção de Paz

17/11/2021 - 11h26
Atualizada em 17/11/2021 - 15h25
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • TRF4 no Flickr
  • Assine o RSS do TRF4
  • Clique para ler ou parar a leitura da notícia

Foi iniciado na manhã de hoje (17/11) o curso de “Formação de Facilitadores de Círculos de Construção de Paz – Situações Menos Complexas” do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4). A abertura foi realizada de forma online em conferência pela plataforma eletrônica Zoom. O evento é promovido em parceria pela Escola da Magistratura (Emagis) juntamente com a Núcleo de Justiça Restaurativa (NUJURE) do TRF4.

A iniciativa tem como público-alvo magistrados e servidores da Justiça Federal da 4ª Região que já tenham participado de curso sobre Justiça Restaurativa. O objetivo é que, ao final da formação, os participantes estejam aptos a atuar como facilitadores de círculos de construção de paz para a gestão da convivência em situações não-conflitivas ou menos complexas.

As coordenadoras científicas do curso, a desembargadora federal Vânia Hack de Almeida, coordenadora do Sistema de Conciliação da Justiça Federal da 4ª Região (SISTCON), e a juíza federal substituta Catarina Volkart Pinto, coordenadora do NUJURE, realizaram a abertura das atividades.

“É com muita satisfação que apresentamos a primeira formação de facilitadores promovida em conjunto pela Emagis e o NUJURE. Um dos aspectos do Plano de Implantação, Difusão e Expansão da Justiça Restaurativa na 4ª Região é a formação, tanto de facilitadores de Justiça Restaurativa quanto para sensibilizar lideranças para a utilização dos processos circulares em espaços institucionais e comunitários. Assim, formar facilitadores de círculos de construção de paz, que é a metodologia restaurativa mais conhecida e usada no Brasil, atende a essa política”, destacou Hack de Almeida.

A desembargadora concluiu a sua fala desejando sucesso aos participantes: “faço votos de que o curso seja proveitoso, que permita uma excelente convivência e oportunize momentos integradores com o reconhecimento do outro e a construção coletiva do saber com momentos ensejadores da paz”.

Na sequência, a juíza Volkart Pinto ressaltou o pioneirismo do evento. “Nos traz uma grande alegria iniciar este curso, o primeiro desse tipo no nosso Tribunal. É uma iniciativa criada e pensada de dentro da nossa instituição especialmente para os magistrados e servidores da 4ª Região. Espero que seja apenas a primeira de muitas atividades de formação de facilitadores de Justiça Restaurativa no TRF4, pois essas qualificações são cada vez mais necessárias para a melhor resolução de conflitos pelo Judiciário”, ela reforçou.

As atividades terão novos encontros nos dias 19, 24, 26 deste mês e 1°, 3 de dezembro de forma totalmente online, sempre pelo período da manhã. A carga-horária do curso é de 26 horas-aula.

Clique aqui para acessar a programação completa do evento.



O curso começou na manhã de hoje (17/11)
O curso começou na manhã de hoje (17/11)
O curso começou na manhã de hoje (17/11)A abertura foi realizada na plataforma ZoomA desembargadora Vânia Hack de Almeida é uma das coordenadoras científicas do cursoA juíza Catarina Volkart Pinto, que também é coordenadora científica, falou na abertura do evento