TRF celebra centenário do ministro Américo Godoy Ilha

25/09/2003 - 15h19
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • TRF4 no Flickr
  • Assine o RSS do TRF4
  • Clique para ler ou parar a leitura da notícia
O Pleno do Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região, em Porto Alegre, realizou hoje (25/9) uma homenagem à memória do ministro Américo Godoy Ilha, cujo nascimento completou cem anos no último dia 16. O desembargador federal Nylson Paim de Abreu discursou em nome da corte na presença de familiares do ministro, entre eles o neto Carlos Alberto Godoy Ilha, atual vice-presidente do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de Santa Catarina. Quando a Justiça Federal foi recriada, em 1967, Américo Godoy Ilha era presidente do extinto Tribunal Federal de Recursos (TFR), que tinha sede em Brasília e foi substituído por cinco TRFs espalhados pelo país em 1989. Nascido em Cachoeira do Sul (RS) em 1903, formou-se pela Faculdade de Direito de Pelotas em 1936 e foi deputado constituinte em 1947 na Assembléia Legislativa gaúcha. Nos anos 50, o jurista integrou a Câmara Federal por duas legislaturas no Rio de Janeiro até ser nomeado por Juscelino Kubitchek, em 1959, como ministro do TFR. Aposentou-se compulsoriamente em 1973, aos 70 anos, e veio para Porto Alegre, onde residiu até falecer em 1987. Dez anos depois, quando foi inaugurada a nova sede da Justiça Federal no RS, o prédio foi batizado de Foro Ministro Américo Godoy Ilha.