JFRS | Outubro Rosa

'Quem procura, cura' é a mensagem que resume palestra sobre câncer de mama

20/10/2022 - 17h44
Atualizada em 24/10/2022 - 13h32
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • TRF4 no Flickr
  • Assine o RSS do TRF4

Realizar exames regulares e conhecer seu corpo. Em caso de alterações, investigar porque um diagnóstico precoce para o câncer de mama representa 95% de cura. Esta foi a principal mensagem da palestra realizada, ontem (20/10), na Justiça Federal do RS (JFRS). Patrícia Chiappin Kauer, membro do Conselho Administrativo e do Comitê de Ética do Instituto da Mama do Rio Grande do Sul (Imama), e do Instituto de Governança e Controle do Câncer, conversou sobre prevenção, diagnóstico, tratamento, e legislação deste tipo de câncer. Ela e quatro servidoras que já enfrentaram a doença deixaram um importante ensinamento: quem procura, cura.

O evento iniciou com uma apresentação musical do servidor João Francisco de Mattos Barbosa (TRF4) e da servidora Karina Gonçalves de Moraes Lacerda (JFRS) que cantaram sucessos da MPB, como “Bem que se quis” e “De volta para meu aconchego”. Na sequência, foi exibido um vídeo com depoimentos de mulheres contando como passaram pelo câncer de mama.

Kauer iniciou sua fala também contando como foi enfrentar a doença e sublinhou que existe muita vida depois do câncer. Mas, é preciso ficar alerta porque a incidência desta moléstia vem aumentando com previsão de, até 2030, uma em cada 10 mulheres tenha o câncer de mama. Ela ainda mencionou que homens também podem ser acometidos por esta doença.

A palestrante chamou atenção para o fato que, no Brasil, entre os diversos tipos de câncer, o de mama é o que mais afeta a população feminina. Destacou a importância de conhecer seu corpo, sua mama, e estar atenta a qualquer mudança que possa representar anormalidade, como erupções de pele, fluídos desconhecidos, pele de laranja. Um diagnóstico precoce é fator que aumenta consideravelmente as chances de cura da doença.

O trabalho desenvolvido pelo Imama também esteve presente na fala de Kauer, narrando que, há 29 anos, a instituição oferece apoio às mulheres com câncer, além de atuar na divulgação de informações sobre a importância dos cuidados com a saúde da mama. Entre as atividades disponibilizadas, estão o acolhimento psicológico, banco de perucas, orientação nutricional, apoio jurídico e micropigmentação e camuflagem de cicatrizes pós mastectomia.

Secos/JFRS (secos@jfrs.jus.br)


a foto mostra a palestrante, que veste blusa rosa, sentada numa poltrona falando no microfone
Palestrante destacou a importância da saúde da mama
a foto mostra a palestrante, que veste blusa rosa, sentada numa poltrona falando no microfonea foto mostra as pessoas sentadas em cadeiras no auditório assistindo vídeo apresentado em telão. nele aparece uma mulher falandoa foto mostra o público no auditório, sentado em cadeiras, assistindo o evento