TRF4 |

Via Legal denuncia morte de tubarões na Região Sul

28/10/2009 - 13h46
Atualizada em 28/10/2009 - 13h46
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
  • TRF4 no Flickr
  • Assine o RSS do TRF4
O Via Legal desta semana traz uma denúncia que vem do Sul do país: milhares de tubarões estão sendo mortos apenas para satisfazer o capricho de quem tem muito dinheiro. Os animais são capturados, têm as barbatanas arrancadas e, ainda vivos, são jogados ao mar, onde acabam morrendo. Analice Bolzan explica que as nadadeiras têm alto valor comercial por serem o principal ingrediente de uma sopa considerada afrodisíaca. Em 2008, a polícia apreendeu três toneladas de barbatanas no depósito de uma grande empresa de pesca. O processo judicial ainda está em andamento, mas o caso chama a atenção para uma prática que ameaça o equilíbrio de todo o ecossistema marinho.

Qualquer pessoa que não tenha condições de arcar com a despesa pode recorrer à Justiça para que o Estado seja obrigado a fornecer assistência médica, remédios e até suplementos alimentares. O uso deste instrumento jurídico que já salvou milhares de vidas é um dos destaques do Via Legal. O programa exibe duas reportagens sobre o tema. Em uma delas, Juliano Domingues explica que existem suspeitas de abuso em alguns pedidos que chegam diariamente aos tribunais. Ele esteve no Rio Grande do Norte para mostrar uma iniciativa que pretende impedir essas irregularidades e, principalmente, evitar gastos públicos desnecessários.

Na outra, Viviane Rosa conta que, muitas vezes, nem mesmo uma decisão judicial garante ao paciente o acesso a um medicamento. No Rio de Janeiro, um doente renal crônico só foi atendido depois que a União foi multada pela Justiça. Outros pacientes com problemas semelhantes também precisam brigar nos tribunais para receber remédios que significam a diferença entre a vida e a morte.

Como garantir o cumprimento da Constituição que determina a razoável duração de um processo? Alessandra de Castro explica que uma alternativa, adotada no Brasil para agilizar os julgamentos, tem sido a conciliação. Desde 2007, os tribunais realizam mutirões que chegam a durar uma semana. Durante o esforço concentrado, os processos são analisados e decididos a partir de audiências em que as partes ficam frente a frente e são incentivadas a entrar em acordo.

Fonte: Imprensa CJF

Dias e horários em que o Via Legal vai ao ar:

Na TV Justiça
Quarta-feira - 21h30min (inédito)
Sábado - 18h / Segunda-feira - 13h30min (reprises)

Na TVE/RS
Segunda - 7h30min

Na Rede TV Cultura
Sábado - 7h30min

Na TV Brasil
Sábado - 8h30min